Twitter Facebook Youtube
Home » Artigos » ARTIGO: O RAP na TV – Vitória para os nossos! Por Mandrake*

ARTIGO: O RAP na TV – Vitória para os nossos! Por Mandrake*

– Olha pai, seus amigos na televisão!
 .
Gritou meu filho, todo empolgado ao mudar o canal da TV e dar de cara com a rapaziada do Ao Cubo cantando um RAP no programa Esquenta, da Regina Casé.
 .
– Que RAP da hora! Esse gordão não é o mesmo que tá no DVD do Dexter?
 .
Sim filho, isso mesmo, ele é o Perícles, vocalista do grupo de pagode Exaltasamba, que bombava nas rádios e assim como o RAP, era a trilha sonora na favela onde o papai cresceu.
 .
Assim começou uma longa conversa com meu filho Pablo, de apenas 8 anos, que feliz da vida, estava sentado no sofá e curtindo música boa, música que ele está acostumado a ouvir em casa e no carro por influência do pai. O Rap!
,

Ao Cubo e Perícles cantam “Quem Te Viu”, no programa Esquenta

Posted by Portal Rap Nacional on Terça, 26 de maio de 2015

Além da música “Quem te Viu”, que o Ao Cubo cantou junto com Perícles, eles também relembraram um trecho de “O Trem”, do RZO. Confira:
.

Ao Cubo e Pericles cantam “O Trem”, do RZO

Posted by Portal Rap Nacional on Terça, 26 de maio de 2015

.
Na mesma edição do programa “Esquenta”, além do Ao Cubo, a curitibana Karol Conká que está fazendo sucesso no mundo todo, também marcou presença e cantou dois hits “Tombei” e “Gandaia“.
 .
Na quebrada onde moramos, o som alto dos carros, ou das casas vizinha invadem nossa residência. É complicado explicar pra uma criança quando questionado o que significa a letra de uma música que entra forçada nos ouvidos “Tava no fluxo, avistei a novinha no grau…Sabe o que ela quer? Pau, pau, pau, ela quer pau”. E olha que aqui entra por invasão, mas na casa ao lado o menino mais novo do que ele está cantarolando o refrão, pois a mãe colocou pra ouvirem no churrasco de domingo.
 .
Nas ruas, nas rádios, nos carros, na TV, na internet, parece ser tão normal as músicas e letras repletas de pornografia, que não agregam nenhum valor a cabeça de um ser humano, muito pelo contrário. Então porque que criticam tanto quando um rapper vai na televisão? Sendo que 97% da população que está assistindo um programa de TV no domingo, são pessoas sem condições para outro tipo de “lazer”, são pessoas pobres, moradores de periferia e favela e até presidiários, que estão privados da liberdade.
 .
Chega ser egoísmo uma parcela do público achar que o RAP não tem que ir na TV. E chega ser ignorância da outra parcela que fala que fulado que foi “está se vendendo”. Como assim se vendendo? Sendo que qualquer artista que vai a um programa de televisão, seja lá qual for, não recebe por isso e sim vai para divulgar o trabalho.
 .
Olha só que da hora, o “RZO VOLTOU” e voltou com força total e muito moleque que não teve a oportunidade de vivenciar o RAP dos anos 90, vai ter a oportunidade de conhecer o trabalho desses caras que são peças fundamentais na história do RAP NACIONAL.
 .
Assim eu penso, mas infelizmente, não muito diferente das “vaias ao DJ KL Jay“, vejo muito moleque que nem era nascido criticar a Rapaziada da Zona Oeste por irem divulgar o trabalho em programas de TV. Como assim jão? Desde que eu conheço o RZO, eles sempre foram à programas de TV, isso não é de hoje. Eu estava junto na gravação do programa do Marcos Mion à 10 anos atrás, onde o RZO levou Sabotage, Dina Di, Rappin Hood e toda a banca em peso!  [ Veja aqui e aqui ] Aquilo foi muito louco e a repercussão da divulgação do trabalho dos caras em Rede Nacional de Televisão, rendeu bons frutos a essa rapaziada que ajudou a construir o movimento que hoje é um sucesso.
 .
E não foi diferente quando foram no Altas Horas, no início deste mês e cantaram “Real Periferia” [ Veja aqui ], música que narra cotidiano nas periferias e denúncia o abuso de poder da Polícia Militar. E com a mesma postura estiveram no programa “Encontro”, com Fátima Bernardes, e cantaram “O trem“, “Paz Interior” e “Rolê na Vila“, que também são clássicos do grupo que abordam problemas sociais.
.

RZO – Paz Interior (Encontro – Fátima Bernardes)

Posted by Portal Rap Nacional on Terça, 26 de maio de 2015

VIDEO RZO[ O TREMROLÊ NA VILA ]
 .
Depois de 10 anos parados, os caras voltaram e estão conquistando vários espaços. Gravaram videoclipe com Bone Thugs-N-Harmony, estão com apoios de marcas grandes como a Double G e Beats (Apple), estão preparando um disco novo, eu ouvi algumas músicas novas no carro do DJ Cia e posso afirmar, que o disco está vindo pesado! Então, com tanta conquista do RZO, podemos dizer que os caras são merecedores, por terem dedicado a vida ao RAP, nada mais justo do que eles colherem o que plantaram ao longo dos anos, certo? Na cabeça do zé povinho a resposta é “Errado”. Como comunicador do movimento, estou vendo muitas criticas, e por incrível que pareça vejo muitos revolucionários e “gangstas”, que estão criticando até pelos caras terem ido no programa e terem falado sobre “boa alimentação”. 2pac já falava sobre mudança de hábitos e boa alimentação muito antes dos brasileiros se acharem “gangstas”.
 .
Neste mesmo final de semana o Hip-Hop também marcou presença na Record, no programa Legendário, do mesmo Marcos Mion que levou RZO à 10 anos atrás. Desta vez o apresentador ajudou a realizar o sonho do Denílson, um B.Boy de 13 anos. O garoto morador Lucas do Rio Verde, em Mato Grosso do Sul, sonhava em conhecer, conheceu Marcelo D2 e teve a satisfação de dançar no palco do rapper, confira o vídeo:
 .
 .
Olha só que da hora, assim como o pequeno Denílson foi influenciado pelo pai, o nosso movimento continua passando de geração em geração, principalmente por quem vive verdadeiramente esta nossa cultura. Por incrível que pareça, por mais que você desacredite, o RAP é sim musica, mas acima de tudo, um segmento que continua resgatando vidas e encantando diferentes tipos de públicos.
 .
Este final de semana, rappers que estão trabalhando predominaram os programas de TV. Inúmeras pessoas assistiram, a divulgação em rede nacional surpreendeu quem não os conhecia. Com isso, o RAP ganhou milhares de novos fãs, da criança inocente ao idoso mais experiente, não importa a idade, o que importa é salvar vidas do lixo fonográfico.
 .
– Pai. Quem será que vai tá na TV no próximo domingo?
 .
Não sei filho, mas quem você queria que tivesse?
 .
– Seria legal se fosse alguém do RAP né?
.
Também acho filho, mas nem todos pensam assim…
.
Nem Jesus agradou a todos, este artigo de opinião é apenas a reflexão de quem trabalha com comunicação no Hip-Hop à mais de 15 anos e que dedicou um tempo para escrever este artigo que não será lido pelos críticos até o final, pois estes, só tem tempo para difamar. Sempre fui criticado por divulgar os grupos que estão trabalhando, indo na grande mídia. Ou não né, “zé povinho é o cão, tem esses defeitos”. Me criticam até por divulgar o Racionais, que nunca foi na Rede Globo.
 .
Defendendo “os meus”, as vezes entro em alguns debates com pessoas que querem chamar a atenção, mas aos poucos estou aprendendo que o melhor remédio é ignorar. Todo mundo tem o direito de ter uma opinião diferente da minha, mas por favor não venha querer me mostrar como devo fazer o meu trabalho, pois este eu sei fazer e muito bem. E pense bem, antes de criticar um grupo de RAP, seja lá quem for, pense duas vezes, pois já fomos muito criticado no passado, mas por pessoas de fora do movimento. Existem diversas vertentes e RAP para todos os gostos, mas indiferente de tudo, RAP é RAP e não RAP vs RAP.  Não pense só em você, pense na grande escala, muito antes do rap ser revolta, ele é resgate!
 .
* Mandrake é rapper, jornalista, escritor e designer gráfico. Diretor da única publicação impressa do movimento Hip-Hop com distribuição nacional em bancas. e criador do Portal RAP NACIONAL, atualizado diariamente, está no ar à mais de 15 anos.
.
.
Comentários:

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS
 

Notícias Similares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 
Email
Print