Twitter Facebook Youtube
Home » Noticias » Com novas versões de músicas de EMICIDA, DJ Nyack apresenta a “Remixtape”

Com novas versões de músicas de EMICIDA, DJ Nyack apresenta a “Remixtape”

Projeto reúne talentos de diferentes gerações do rap fazendo releituras

Da celebração de um momento especial para o Laboratório Fantasma à chance de expandir o nome de novos talentos do hip hop – e reafirmar à admiração ao trabalho de outros nem tão novos assim -, várias foram as motivações para colocar hoje nas ruas a “DJ Nyack Apresenta: Remixtape Emicida”.


Baixe a Remixtape >>>Clicando aqui<<<

Mas uma, acima de todas as outras, martelava a cabeça do rapper: a curiosidade de ouvir suas músicas sob outras perspectivas.

EMICIDA e o DJ Nyack tiveram juntos a ideia inovadora (sem pretensão, mas seria o primeiro  projeto do gênero no Brasil?): releituras de canções de seus trabalhos anteriores em outras vozes e novas rimas, por gente de vários cantos do Brasil. Alguns que estão despontando, outros mais conhecidos, que já estão há algum tempo na caminhada.

Escolhidos os nomes, o próximo passo foi o mais “trabalhoso”, no melhor sentido da palavra: definir as músicas que cada um faria. Isso porque o interessante era soar como algo novo, mas que, ao mesmo tempo, não fugisse ao estilo de cada artista.

Some a essa equação aquela história da curiosidade de EMICIDA de ouvir as impressões de outra pessoa sobre um tema de que ele já tratou, de saber como cada um daquele time desempenharia seu papel na missão.

O resultado, então, chega hoje às ruas, batizado pelo DJ Nyack de “Remixtape Emicida” – e, verdade seja dita, não poderia haver um nome mais sagaz.

[VÍDEO] Remixtape Emicida by Dj Nyack

A intro é de DJ Nyack e MC Bazuka. Amiri, sempre incisivo em suas rimas, ficou com “Cê Lá Faz Ideia”; a Stefanie coube “Rua Augusta”; Kamau e Ogi ganharam “Só Mais uma Noite”; “Então Toma” foi a escolhida para Flora Matos; e os mineiros Douglas Din, Família de Rua e Matéria Prima, “freestyleiros” como EMICIDA, não poderiam rimar em outra senão “Rinha”.

E por aí vai: “Chega Junto (Um, Dois, Três, Quatro)” é a faixa de SAVAVE; “De Onde Surgiu? (De Onde Cê Vem?)”, a de HenRick Fuentes e Jamés Ventura; o grupo Versu2 assume os microfones em “Hey Rap!”; os brasilienses do Ataque Beliz em “O Vento (A Cada Vento)”; “(Pra Mim) Isso é Viver!” é a faixa de Rodrigo Tuchê e Redniggaz; Flow MC, Marcello Gugu, Bitrinho e Drika Barbosa assinam “Santa Cruz”; Tuty e Rincón Sapiência ficaram com “I Love Quebrada”; “Então Toma” é a faixa de Flora Matos; “(Eu Também) Tô Bem!” é a de Raphão Alaafin; e Don L fecha a tampa com “Beira de Piscina”.

A mixagem e a masterização ficaram a cargo do DJ Caique, e os sons foram mixados pelo DJ Nyack.

Se EMICIDA ficou satisfeito? Nas palavras do próprio: “Eles arregaçaram! Muita gente fala sobre a Laboratório contratar mais artistas. Isso não é possível agora, mas achamos nossa maneira de contribuir para fortalecer e dar espaço a nomes nos quais acreditamos”.

Sendo assim, pode esperar, vêm outras por aí neste ano.

 

Comentários:

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS
 

Notícias Similares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 
Email
Print