Twitter Facebook Youtube
Home » Destaques » Conversamos com o filho do Mano Brown para saber mais sobre sua participação no filme “Na Quebrada”

Conversamos com o filho do Mano Brown para saber mais sobre sua participação no filme “Na Quebrada”

Mano Brown já contou muitas histórias do Capão Redondo em suas letras e mesmo quem não conhece a quebrada já se familiarizou com ela. E a saga de retratar a periferia e dar vida a personagens anônimos pelo visto passou de pai para filho. Desta vez, Jorge Dias e Domênica, filhos de Mano Brown, é que vão contar histórias,  infelizmente comuns, das periferias do Brasil. A ferramenta utilizada pelos herdeiros de Brown será o cinema. Eles estrelam o filme “Na Quebrada”,  que estreia em 16 de outubro.

E não pensem que por serem filhos do líder do Racionais MCs eles tiveram algum privilégio. Os dois fizeram o mesmo teste de elenco que os outros jovens interessados em participar do filme. “Eu fiz o teste junto com a minha irmã, na ONG Capão Cidadão, e eles me convidaram para fazer mais testes, até entrar na preparação de elenco”, explica Jorge.  

No filme ele interpreta Gerson, um rapaz que entra para a vida do crime. Na vida real, Jorge diz que sua estrutura familiar lhe mostrou qual caminho certo a seguir. “Eu tive uma estrutura ótima em casa, meu pai e minha mãe são os meus exemplos para a vida toda. Gerson teve uma herança no crime, tinha dois caminhos a seguir, mas foi pelo mais fácil e o mais perigoso”, declara. Jorge, que cresceu e vive no Capão Redondo, garante que o que se passa no filme não é ficção. “São histórias que realmente acontecem na vida de quem mora na periferia de São Paulo”. 

Esse é o primeiro trabalho de Jorge como ator e é claro que o fato de ser o filho do Brown tem gerado uma expectativa maior em relação a atuação do jovem. Mas Jorge está tranquilo quanto a isso e revela que gostou muito de participar do filme e pretende iniciar outros projetos. “Acho que só estão curiosos em assistir o filho do Brown atuando”, esclarece.

Quando questionado sobre a importância que o rap tem em sua vida, Jorge usou uma frase de Edi Rock para sintetizar. “O rap é hino pra mim”!  Aprendo muito e ouço diariamente. Sou fã.”, finaliza.

Assista o trailer do filme:

Comentários:

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS
 

Notícias Similares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 
Email
Print