Twitter Facebook Youtube
Home » Destaques » Criolo, Rael e MC Marechal se apresentam no Metropolitan, no Rio de Janeiro

Criolo, Rael e MC Marechal se apresentam no Metropolitan, no Rio de Janeiro

No dia 16 de setembro, no Metropolitan, o público do Rio de Janeiro será presenteado com as apresentações de três nomes de peso do Rap nacional. Para começar a noite, MC Marechal, depois Rael, acompanhado pelo DJ Soares, apresenta o seu “Diversoficando”. Logo depois o público poderá conferir Criolo com o show “Ainda Há Tempo”, show que marcará o lançamento da releitura do primeiro disco do rapper.

mc-marechal-05

MC Marechal

MC Marechal iniciou sua carreira em batalhas de MCs no final dos anos noventa, nas quais se destacava. Integrou o extinto grupo de rap Quinto Andar em 1999, e foi o primeiro a deixar o grupo para seguir carreira solo. Além de rapper, Marechal também é produtor musical.

Em 2003 ganhou seis edições seguidas da “Batalha do Real” e saiu invicto na Liga dos MCs. Em 2006 iniciou o projeto da Batalha do Conhecimento.

Idealizada e divulgada pelo MC Marechal, a Batalha do Conhecimento visa valorizar o conteúdo das rimas em batalhas de rap. Ela propõe enfatizar rimas sobre novos conceitos, educação, cultura, política entre outros temas.

Em 2010 lançou a música “Guerra”, que foi trilha sonora do filme “Alemão” do diretor José Eduardo Belmonte. MC Marechal criou, em 2012, o projeto Livrar, onde o MC distribui livros de autores independentes pelo Brasil em seus shows.

Recentemente, no dia 1 de abril de 2016, lançou o Single “Primeiro de Abril”:

Tudo indica que seu primeiro disco, esperado há mais de 10 anos pelos amantes do RAP nacional, será lançado esse ano.

rael_foto_rafael_kent_03

“Diversoficando” – Rael

Show é baseado no mais recente trabalho do músico, que já tem hits como “Envolvidão”

Em novembro de 2014, em ação inédita no Brasil, o rapper Rael colocou literalmente nas ruas seu novo EP, “Diversoficando”.  Antes de ser lançado na internet, o trabalho foi disponibilizado em muros espalhados por São Paulo e Rio de Janeiro. Quem estava passando na rua só precisava plugar o próprio fone para ouvir.

A iniciativa virou notícia de Norte a Sul do Brasil, e a música saindo pelas paredes conquistou os fãs antes mesmo de o EP ser liberado para download gratuito e streaming no YouTube, com vídeos exclusivos das gravações.

Agora, às vésperas do lançamento da versão física, “Diversoficando” vai chegar aos palcos. Depois de assinar a produção da maioria das faixas do EP, Rael assumiu também a direção artística de seu novo show.

A base do repertório será, é claro, o novo trabalho: “O Hip Hop É Foda parte 2”, “Ser Feliz”, “Pré-Conceito”, “Hoje É Dia de Ver” e, é claro, “Envolvidão”, single que caminha rumo ao topo das paradas das rádios e marca presença no set list com status de hit.

Completam o show faixas do elogiado “Ainda Bem que Eu Segui as Batidas do Meu Coração” – “só as preferidas do público”, nas palavras de Rael, e um medley do primeiro trabalho do artista, “MP3 – Música Popular do Terceiro Mundo”.

Quem já foi ao show do músico sabe que sempre há surpresas: de Sam Cooke a Seu Jorge, passando por Bob Marley e grupo Sensação, não é raro Rael e sua banda incluírem algum cover.

Rael se apresenta acompanhado pelo DJ Soares.

criolo_aht_1-gil-inoue-5

“Ainda Há Tempo” – Criolo

Muita gente não sabe, mas antes de lançar os aclamados “Nó Na Orelha” e “Convoque Seu Buda”, Criolo já tinha um disco clássico. “Ainda Há Tempo”, lançado em 2006, é hoje considerado um disco fundamental na história do rap brasileiro. “Naquela época existia uma cena em construção, e a gente tava no meio: não se encaixava nem no chamado gangsta, nem exatamente no dito underground”, conta o artista.  Como todos os projetos do Criolo que vem a público, sua nova turnê é mais ambiciosa do que à primeira vista possa parecer. A série de shows baseada em seu primeiro disco vem no formato clássico do hip hop, com DJ e MC no palco — e ao mesmo tempo é muito mais do que isto, e não só por conta do esmerado projeto cênico.

Daniel Ganjaman, diretor artístico e musical do espetáculo, conta: “Tudo foi se moldando de acordo com o que cada um tinha na mão, e organicamente tomando um rumo”. O cenário, uma paisagem móvel de tela de LED, foi imaginado pelo artista plástico Alexandre Órion, que fez as engenhosas e lisérgicas animações que acompanham o fluxo contínuo de canções e moldam a experiência ao vivo. O show traz uma miríade de novas interpretações pros raps de dez anos atrás, e não apenas um retorno saudosista ao artista quando ele ainda atendia por Criolo Doido. É uma releitura audiovisual do que aconteceu em sua vida até chegar ali. E ele espera que isto signifique mais uma contribuição sua pra cultura Hip Hop e pra música brasileira.

Assim como na época de feitura, e também por conta disso, a releitura destes raps apresenta uma dificuldade técnica em sua realização: não existem mais as masters originais, então não há como abrir as sessões de áudio para adequar as composições aos padrões sonoros atuais dos equipamentos de espetáculo. Criolo relembra: “Não tinha internet, não tinha telefone na casa das pessoas. Quem têm 20 ou 25 não faz a mínima ideia de como foi. E isso não quer dizer que a gente seja melhor ou pior que ninguém. Apenas que quero dividir o esforço incansável de como era ser esse rap na virada do milênio – que é o me trouxe aqui”. Como antes, a solução foi criativa e inclusiva: alistar uma renca de novos e talentosos produtores de rap brasileiro para recriar algumas das batidas, com acabamento final de Daniel Ganjaman, que também assinará beats do disco em parceria com Marcelo Cabral.

Na reaparição deste disco, do qual algumas músicas fazem parte do repertório dos shows do Criolo desde o lançamento de “Nó na Orelha” e prosseguiram na turnê de “Convoque Seu Buda”, Criolo é acompanhado pelos DJs DanDan e Marco; Orion adequa as animações à dinâmica do espetáculo e Ganja pilota a mesa de som, mixando ao vivo com técnicas dos soundsystems de reggae e dos live P.A.s de música eletrônica.

“O mundo mudou – tem letra escrita dez anos atrás, tem música com 20 anos – mas há uma mesma essência. Era um meio hostil, e quando cada um tá tentando sobreviver no seu microcosmo, não percebe muitas possibilidades. Só que quando alguém te dá uma oportunidade, ninguém sabe o que vai acontecer, e outras portas na sua mente se abrem. Pensei que seria bom confraternizar com as pessoas. Ativar sensores”, finaliza Criolo.

Novamente, é a ambição como característica e fruir artístico, como desejo bom, livre da mesquinhez. “Retornar pra essa parada traz combustível pro chicote estralar de novo”, diz Ganja.

 

Serviço – MC Marechal –  Rael “Diversoficando”  –  Criolo “Ainda Há Tempo” 

Local: Metropolitan

Endereço: Avenida Ayrton Senna, 3.000 – Shopping Via Parque – Barra da Tijuca – Rio de Janeiro/RJ

Data: 16 de setembro de 2016
Lotação: 8.432 mil pessoas

Horário: A partir das 22h

Classificação etária: De 12 a 14 anos: permitida a entrada (acompanhados dos pais ou responsáveis legais). De 15 anos em diante: permitida a entrada (desacompanhados).
Ingressos:

Pista: R$40 (meia-entrada) e R$80 (inteira)

Camarote: R$100 (meia-entrada) e R$200 (inteira)

Poltrona: R$50 (meia-entrada) e R$100 (inteira)

Duração: Aproximadamente 1h40.
Acesso para deficientes
Ar-condicionado
Estacionamento do Shopping
: R$ 9 (pagamento antecipado).
Site: www.t4f.com.br
Venda a grupos: grupos@t4f.com.br

 

– Meia-entrada: obrigatória a apresentação do documento previsto em lei que comprove a condição de beneficiário: no ato da compra e entrada do evento (para compras na bilheteria oficial e pontos de venda físicos) / na entrada do evento (para compras via internet).

 

– A venda para o público em geral estará disponível a partir do dia 01 de julho de 2016.

BILHETERIA OFICIAL – SEM TAXA DE CONVENIÊNCIA

  • Metropolitan: Segundas -feiras: Fechada

                                      Terças-feiras a sábados, das 12h às 20h

Domingos e feriados, das 13h às 20h

Av. Ayrton Senna, 3000 – Shopping Via Parque – Barra da Tijuca.

LOCAIS DE VENDA – COM TAXA DE CONVENIÊNCIA

FORMAS DE PAGAMENTO VÁLIDAS TICKETS FOR FUN:

  • Dinheiro
    ·         Cartões de crédito MasterCard, American Express, Elo Crédito,Visa, Diners Club e Hypercard* (este somente presencial*)
    ·         Cartões de débito Visa Electron, MasterCard débito, Elo Débito e Hypercard. 

– Ingressos promocionais serão vendidos com 50% de desconto mediante doação de 1 kg de alimento não perecível que deverá ser entregue no acesso ao evento no dia do show. Este desconto NÃO é cumulativo com a meia entrada. A instituição que receberá toda a doação é vinculada ao artista, para mais informações consultar as redes sociais do artista. 

 

Todos os alimentos arrecadados serão divididos entre: ACNUR e Edmundo & Olga.

Comentários:

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS
 

Notícias Similares

 
Email
Print