Sign in / Join

Grupo Nota de 100 lança hit “Cientista”

O grupo Nota de 100 surpreendeu o público novamente com a canção “Cientista”. Há música foi lançada em 11 de junho e está com uma ótima repercussão nas redes sociais.

A letra dessa música é inspirada nas falhas que o ser humano comete em um relacionamento.”A  inspiração dessa música  é que às vezes somos imaturos pra dar valor a alguém que amamos é não enxergamos isso,mas, só damos valor quando perdemos, é às vezes queremos voltar atrás,mas, as marcas já são tantas,que por muitas das vezes não tem volta”, explica o rapper Fábio King.

Na letra Fábio King imagina como seriam os relacionamentos se tivéssemos uma máquina do tempo. “Se nós tivéssemos uma máquina do tempo para ajustar pequenos detalhes de um relacionamento poderíamos ter um destino bem diferente”, imagina o rapper.

A carreira do rapper Fábio King começou aos 16 anos quando ele tocava contrabaixo em uma banda cover que tocava um pouco de tudo. Segundo ele, naquela época o movimento hip hop estava em alta, e ele gostava de escrever algumas músicas, mas nada que saísse do papel.

Fábio King ouvia Racionais, Marcelo D2, e outros caras que faziam sucesso, na época e ele  pensou: “É isso que eu quero”, músicas com letras incríveis cantadas por pessoas inacreditáveis faziam meu coração bater mais forte e os pelos da minha nuca arrepiarem, é quando fechava os olhos com a melodia era como se o mundo se fechasse em minha volta, eu estava em uma bolha, seguro e feliz”.

Em casa ele tinha mais cinco irmãos e ele era o caçula por isso não tinha muito tempo para ouvir o que gostava, já que cada um queria ouvir um estilo diferenciado, por esse motivo aprendeu não só a aproveitar todos os minutos que eu escutava os seus artistas favoritos, mas também a ter um respeito e admiração a todos os cantores, ritmos e letras. Mas a banda acabou fazendo cada um seguir o seu caminho 

Na mesma época, sua mãe sofreu de um câncer,   é as brigas ainda tomavam conta da sua casa. O pai sofria com alcoolismo e agressões diárias, como homem  maduro ele enfrentou o pai é foi expulso de casa. “Aquilo foi muito para mim, é minha família, a realidade começou a mudar é infelizmente a minha percepção com de vida, também,e por causa disso tive que ficar longe dos meus amigos, é faltar nos  ensaios com a minha esposa grávida e todos esses problemas não consegui acompanhar a banda,então o novo empresário que iria gerir a banda,queria algumas pessoas que fosse mais engajados. Não estava conseguindo acompanhar, então ele me fez uma proposta para que eu optasse a banda ou família, então fiquei com a minha família”, relembra.

Com a esposa grávida e a mãe com a doença de câncer, então contraindo uma depressão. “Minha esposa estava grávida, e com o tempo depois que aquela pequena sementinha nasceu eu consegui melhorar um pouco, mas ainda não estava cem por cento ( ela se chama Anna Clara e atualmente tem 13 anos)”, explica.

 “Curiosidade” 

“Uma certa noite tive um sonho, em que um jovem, cantava uma bela música, O sonho era rico em detalhes, com muito ouro  naquele  local, mulheres de branco, um mar muito limpo, céu azul e uma música que me fez voltar a sorrir, eu me  sentia com uma paz.. Aquele momento foi mágico  parecia que meu corpo estava naquele local em meio ao oceano em um lindo barco, acordei logo em seguida peguei um caderno é uma caneta,tentei lembrar a letra mas não consegui, por isso voltei a dormir. 

Apenas não esperava que na manhã do dia seguinte me apareceram imagens rápidas enquanto eu pegava o trem para o trabalho, papel, caneta… nossa fiz uma letra muito bonita então outra é mais outra aí começa a surgir um compositor , então por muitas vezes  eu e um  outro amigo ficávamos horas e horas fazendo letras,as composições uma mais bonita do que a outra, então voltei queria montar uma banda tentei vários estilos dupla musical grupo de samba mas não deu muito certo, meu enteado passava por sérios problemas de depressão foi uma luta para ajudá-lo sendo que eu também tinha passado por isso   então surge a música sou jovem, onde teve a participação de minha filha na composição onde a música aborda os tópicos como depressão discriminação  

Daí pra frente começa o trabalho duro sozinho tento gravar as minhas músicas, onde conheci um músico, chamado “Cham” com uma percepção musical muito forte é o chamei pra gravar essa música a segunda versão, sendo, que já tinha gravado a primeira, mas, não deu muito certo 

Então a partir desta música nasceu” Fábio max “que logo em seguida seria chamado de Fábio king..em referência que todos nós somos filhos do Rei  Então em um final de ano conheci um MC Diegues onde mostrei o meu trabalho de composição, logo ele mandou uma letra no improviso ali os meus olhos brilharam. Ficamos conversando por horas na minha frente  um rapper  bem conceituado na cena do hip hop.

Nessa época, chamei meu primo Leo, pra entrar em meu projeto que seria os “notas de 100”. Queria fazer uma rap com banda é colocar outros estilos musicais não queria ter limites. Então fizemos o primeiro show com a banda, em uma escola onde o tema era setembro amarelos.. fizemos esse projeto onde junto com a ajuda de uma psicóloga fizemos uma palestra,é logo em seguida um show, então apartir desse projeto nasceu o grupo nota de 100″, finaliza. 

Comments are closed.