Twitter Facebook Youtube
Home » Noticias » 'Ano de Eleições': Lei reconhece hip-hop como movimento cultural

'Ano de Eleições': Lei reconhece hip-hop como movimento cultural

O prefeito do Rio, Eduardo Paes (PMDB), sancionou na última quarta-feira (27) a lei que reconhece o hip-hop como movimento cultural musical de caráter popular.

A lei, de autoria do vereador João Mendes de Jesus (PRB), afirma que “os artistas de hip-hop são agentes da cultura popular, e como tal, devem ter seus direitos respeitados”.

Portanto, é proibido qualquer tipo de discriminação ou preconceito, seja social, racial, cultural ou administrativa contra os integrantes do movimento.

Segundo o artigo 4º, compete à prefeitura garantir a realização de eventos como bailes e festas, assegurando ao hip-hop o “mesmo tratamento dado a outras manifestações da mesma natureza, como, por exemplo, o samba.”

A Secretaria Municipal de Cultura já incluía em sua programação o Festival de Hip Hop, que acontece mensalmente no Centro Cultural Municipal Laurinda Santos Lobo, e oficinas espalhadas pela cidade.

A assessoria de imprensa da Secretaria diz que continuará promovendo o hip-hop como “qualquer manifestação cultural, sem qualquer discriminação, mantendo-se sempre focada na difusão da cultura na nossa cidade”.

O hip-hop nasceu no subúrbio nova-iorquino na década de 70 e é formado, basicamente, por quatro elementos: DJ, rap, grafite e “break dance”. Por aqui, o movimento enraizou-se nos anos 80, e desde então, tem lutado para ganhar mais espaço na grade cultural do país.

Fonte: Folha de São Paulo

Comentários:

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS
 

Notícias Similares

 
Email
Print