Twitter Facebook Youtube
Home » #Rede Rap Nacional » Artistas » Programa Freestyle entrevista Mano Brown. Assista!

Programa Freestyle entrevista Mano Brown. Assista!

Em uma conversa bem descontraída com Marcílio Gabriel, no Programa Freestyle, Mano Brown fala sobre as raizes musicais, Racionais, disco solo, projetos, música, projetos e muito mais.

Com mais de 40 minutos de duração e uma entrevista super completa, o rapper mais polemico do Brasil dá uma lição de história sobre a música negra e ao lado do apresentador do programa vai fazendo uma espécie de resenha faixa-a-faixa falada sobre o recém lançado álbum solo “Boogie Naipe”.

Brown também fala sobre a maturidade de seus pensamentos que são colocados em pratica neste seu novo trabalho.“O compositor é um ser humano, ele é sentimento, isso vai pra caneta, vai pro papel, vai pro disco e vai para os ouvidos e corações. As pessoas vão saber se você está sendo sincero ou um golpista, um oportunista…”, comenta o rapper.

Uma pergunta que não poderia ficar de fora e que teve uma ótima resposta foi quando o apresentador perguntou ao entrevistado sobre a aceitação do público e criticas ao seu novo trabalho e Mano Brown disparou “Nas redes sociais onde as pessoas podem se esconder e falar o que quer, sem limites e sem medir as palavras, as pessoas se impõe como se elas fossem do Racionais, dona da ideia. Eu sou isso aí e você não é. Todo mundo faz aí o que quer o tempo todo, mas vocês querem escravizar o cara que canta. Você já mudou de mulher três vezes malandro, você já mudou de casa, saiu de um bairro foi para o outro, mudou de emprego, você fez o que quis, trocou de moto e foi para uma moto melhor, saiu de um tênis de 200 e foi pra um tênis de 700, é a sua vida… Porque você quer que a minha fique estacionada, se somos iguais. Eu sou um cidadão, sou rapper, sou musico. O outro mano é um cidadão, é um motoboy, é pai de família, ele tem o direito de fazer o que quer? Eu também tenho! Somos iguais… Se ele estourar no norte e montar uma empresa de motoboys onde tem 150 motoqueiros trabalhando pra ele, é direito dele, é do corre dele, é do talento dele e as demais profissões também. Esta cobrança que existe, esta caça as bruxas,.. ela é útil até certo ponto!”.

Quer saber mais o que rolou? Então, aperta o play, aumente o volume, comente e compartilhe!

 

Comentários:

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS
 

Notícias Similares

 
Email
Print