Twitter Facebook Youtube
Home » Noticias » Rapper de São Gonçalo é morto em ‘guerra’ do tráfico no Rio

Rapper de São Gonçalo é morto em ‘guerra’ do tráfico no Rio

Foi enterrado ontem, no Cemitério São João Batista, em Botafogo, na Zona Sul do Rio, o corpo do rapper Di Cria Luniére, de 22 anos. Morador de São Gonçalo, o músico Diego Rodrigues Luniére foi atingido por um tiro no pescoço no último domingo, durante confronto entre traficantes do Comando Vermelho (CV) e dos Amigos dos Amigos (ADA), no Catumbi.

Natural do bairro de Santa Teresa, Diego visitava o pai, que mora no Morro do Fallet e pretendia voltar a São Gonçalo para comemorar a data de domingo com a mãe. Entretanto, o jovem de 22 anos foi surpreendido pela troca de tiros entre traficantes rivais, por volta das 13h de domingo.

Embora a região conte com uma Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) desde 2011, a disputa pelo controle do tráfico de drogas tem sido frequente na região. De acordo com a Divisão de Homicídios do Rio de Janeiro, a tentativa de invasão dos criminosos do Fallet ao Coroa começou na sexta-feira. O resultado foi um final de semana violento, com registro de pelo menos seis mortes. Por conta do clima tenso, as aulas nas escolas da região foram suspensas ontem.

Amante da música desde a adolescência, Di Cria projetava a carreira no ramo do hip hop. As rimas foram lembradas por amigos e admiradores, que deixaram centenas de mensagens na rede social do rapper, lamentando a perda. Diego deixou um filho de seis anos.

Fonte: O São Gonçalo

Comentários:

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS
 

Notícias Similares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 
Email
Print