Twitter Facebook Youtube
Home » #Rede Rap Nacional » Artistas » Realidade Negra lança videoclipe em defesa dos direitos quilombolas

Realidade Negra lança videoclipe em defesa dos direitos quilombolas

Surgido em 2004, o Realidade Negra – Rap Quilombola é uma inspiração de Nelião e Mano Romero que, no início daquela década, ainda muito jovens, começaram a ter contato com o rap nacional. Com os primeiros shows realizados na região em que vivem, em sua maioria na própria comunidade de origem, o Quilombo Campinho da Independência – Paraty – RJ, o projeto ganha nova formação dois anos depois, potencializando ainda mais o trabalho artístico-militante que a dupla já vinha desenvolvendo. Formada por Nelião e Mano Romero – MC’s, Body Power – baixista, Negro Naldo e B2 – guitarristas, Fabio Black – baterista e AKS – tecladista, o Realidade Negra, ou simplesmente RN, é uma banda de quilombolas que acumula em mais de uma década a realização de shows em vários estados do sudeste, centro-oeste e nordeste brasileiro.

Nessa trajetória o Realidade Negra já dividiu palco com nomes como Rappin Hood, GOG, DMN, BNegão, Babul Santana, Tony Garrido, Sandra de Sá, Leci Brandão, Netinho de Paula, Zezé Motta, entre outros importantes nomes da música brasileira. O bate-papo e a intervenção junto com o poeta inglês Benjamin Zephanaiah, durante uma edição da FLIP – Festa Literária Internacional de Paraty, também foi um importante momento na carreira do grupo.

O CD “Realidade Negra– É prus guerreiros a missão” foi gravado ao vivo em novembro de 2.009, no Quilombo do Campinho durante o Encontro da Cultura Negra, evento anual que acontece na comunidade em todo 20 de novembro.

Em parceria com o Grupo Boemia do Samba, da mesma comunidade e a Rapha Fellove do Quilombo de Botafogo – Cabo Frio – RJ, o RN gravou recentemente a música oficial da campanha “O Brasil é Quilombola – Nenhum Quilombo a Menos”, em defesa dos direitos quilombolas. A linguagem do rap para falar da problemática e de toda beleza que gira em torno da vida quilombola foi apropriada pelo grupo que tem se tornado uma referência na luta do povo quilombola em todo Brasil.

Comentários: