Twitter Facebook Youtube
Home » LM » Sarau dos Mesquiteiros publica primeira antologia

Sarau dos Mesquiteiros publica primeira antologia

Com 54 escritores, a antologia organizada por Rodrigo Ciríaco será lançada no próximo sábado

 

Compartilhar a paixão pela literatura. Esse foi o primeiro objetivo do projeto Literatura (é) possível, criado em 2006 pelo educador e escritor Rodrigo Ciríaco, numa escola pública da zona leste da periferia de São Paulo.

Pode-se dizer que o trabalho está dando certo. Em 2009 surgem Os Mesquiteiros, coletivo cultural formado por jovens e adolescentes da comunidade do Jardim Verônia (Ermelino Matarazzo) que fortalecem e dão nova dinâmica ao projeto. E agora em 2012, entre saraus, encontros literários, espetáculos teatrais e a criação de um selo literário, surge então a primeira antologia do Sarau dos Mesquiteiros: “Pode pá que é nóis que tá”. A expressão cotidiana dá título a obra de poesia e prosa que reúne 54 autores, sendo 30 homens – sete nunca publicados – e 24 mulheres – 16 nunca publicadas.

Com o projeto gráfico feito por Silvana Martins (Sarau da Ademar), a obra é viabilizada com recursos do programa VAI e contempla não somente o livro, como oficinas de literatura e teatro, bem como o recém-lançado livro de contos, o “100 mágoas” do autor e criador do projeto, Rodrigo Ciríaco.

O livro chega então dividido em quatro capítulos que trazem, expressamente, títulos de canções do rap nacional como “Antigamente Quilombos, Hoje Periferia”, do grupo Z´África Brasil. “Ainda Há Tempo”, do Criolo. “Vida Loka”, dos Racionais MCs e “Fogo no Pavio”, do rapper e também poeta GOG.

 

 

 

“Além de acreditar que os títulos tem uma relação com o conteúdo de cada capítulo, foi uma maneira de homenagear e lembrar a cultura hip-hop e a sua importância para o movimento de literatura marginal – periférica”, destaca Ciríaco.

A miscelânea de estilos e autores fica por conta da diversidade, onde os estreantes, hoje com 12 ou 13 anos de idade encontram-se com já consagrados autores, com até 20 anos de estrada. “Pode Pá que é Nóis que Tá” é uma obra única por isso. “Respeitamos a caminhada, a história de todos, por isso, ao invés de destacá-los por suas histórias, destacamo-los por seus contos, seus poemas. Por seu trabalho literário. Aqui, isso é o que conta, o que importa.E todos são igualmente importantes. Pois todos escrevem a literatura possível. todos mostram que a literatura é possível”, enfatiza o idealizador.

Desta forma, o livro é também uma referência para se trabalhar em escolas, associações e saraus que apresentam a diversidade literária, se transformando num multiplicador do projeto Literatura (é) Possível.

 

 

PODE PÁ QUE É NÓIS QUE TÁ
ANTOLOGIA DE POESIA E PROSA
Projeto Literatura (é) Possível

Realização:
Os Mesquiteiros

Edição e Organização:
Rodrigo Ciríaco

Projeto Gráfico:
Silvana Martins

Colaboração:
Amanda Djoy, Érica Peçanha, Ingrid Hapke, Mayra Jóia, Tainá de Castro e Vanessa Freitas

Apresentação:
Jéssica Queiroz

Orelha:
Ingrid Hapke

Posfácio:
Rodrigo Ciríaco

Crédito das Imagens:
Bruno Pere, Marcelo Castro, Mônica Cardim e Os Mesquiteiros

Apoio:
Programa VAI
Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo

Participam:

Akins Kinte
Alessandro Buzo
Allan da Rosa
Amanda Djoy
Andrio Candido
Beatriz Mendes
Binho
Bruna Cunha
Bruno Arruda
Camila Freitas
Camila de Jesus
Carlos Galdino
Célia Reis
Cocão – Versão Popular
Daniel Santoro
Dinha
Dugueto Shabazz
Emerson Alcalde
Elizandra Souza
Fabio Boca
Fanti Manumilde
Fernando Cruz
Gabriela Maria
Gabryella Letícia
Gáspar – Z’África Brasil
GOG
Henrique Costa
Ingrid Hapke
Janaina Santana
Jéssica Balbino
Jéssica Queiroz
Jhoni Medrado
Maely Freitas
Mano Teko
Marcelino Freire
Maria Angélica
Mayra Jóia
Michel Yakini
Monica Cardim
Nelson Maca
Priscila Magalhães
Raquel Almeida
Ricarda Goldoni
Roberta Estrela D’Alva
Rodrigo Ciríaco
Rodrigo Sousa & Sousa
Sacolinha
Samuel Secio
Sarau da Brasa
Sérgio Vaz
Silvana Martins
Tubarão
Vander Che
Vanessa Freitas
Victor Rodrigues

Assista mais sobre o projeto nesta reportagem do SPTV

 

 

Serviço – O lançamento do livro acontece no próximo sábado – 25 de fevereiro – das 17h às 20h no Sarau dos Mesquiteiros na Escola Estadual Franco Mesquita, localizada a rua Venceslau Guimarães, 581, Ermelino Matarazzo. Mais informações podem ser obtidas nos sites www.mesquiteiros.blogspot.comwww.efeito-colateral.blogspot.com

 

 

 

Comentários:

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS
 

Notícias Similares

OUTROS COMENTÁRIOS (3)

  1. Preto Cria disse:

    parabéns pra todos os envolvidos em + um projetos que fortalecem a kebrada

  2. Literatura marginal na Área.!! =D

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 
Email
Print