Twitter Facebook Youtube
Home » Destaques » Confira a cobertura com fotos e vídeos da 10ª edição da Virada Cultural, em São Paulo

Confira a cobertura com fotos e vídeos da 10ª edição da Virada Cultural, em São Paulo

Vídeo: Mandrake
Texto: Fábio Barbosa
Fotos: Zezinho Kintê, Daniela Cristina e Fábio Barbosa

Aconteceu no penúltimo final de semana em São Paulo a 10ª edição da Virada Cultural. O Portal Rap Nacional estava com sua equipe espalhada pelo evento, já que foram mais de 50 atrações ligados à cultura e música negra distribuídos pelos palcos no centro de São Paulo, teve tantas atrações que podemos até intitular de Virada do Rap.

Nesta edição a prefeitura contou com o apoio da rede Sesc que reuniu diversas atrações em suas unidades, fomos conferir uma delas na unidade Pompeia, um show que foi uma prévia dos demais que iriam acontecer, o cantor Jamaicano Shaggy, com músicas empolgantes e clássicos que já são um sucesso como “Boombastic”, “Angel” e “Sexy Ladies” colocou geral pra dançar e entrar no ritmo contagiante com sua voz marcante.

No palco da Casper Líbero aonde na programação tinha vários grupos de Rap, podemos conferir os shows de Xis, SP Funk que entre suas músicas fez homenagem à Anderson Silva e ao saudoso Maestro do Canão Sabotage. SNJ com Sombra, Cris, Rebeld e Cabeça fazendo uma viagem no tempo e mandando várias músicas que não saem da mente do público entre elas “Pensamentos”, “Amor, sentimento abstrato”e ainda rolou uma homenagem ao Jair Rodrigues.

Ao Cubo também passou por lá e deixou todos impressionados com a qualidade e efeitos visuais que teve em seu show, com dançarinos que encenavam de acordo com a música que ia começar e deram um toque especial ao show do grupo, com certeza um dos shows mais marcantes da noite.

A banda argentina Actitud Maria Marta também deu seu recado e com muito carisma cativou à todo público que respondia cantando os seus versos. Finalizando a madrugada de shows foi a vez do tradicional grupo Sampa Crew mandar seu recado em suas melodias que na maioria das vezes falam de amor.

Logo pela manhã foi a vez de Ellen Oléria com uma excelente apresentação encantar o público e pra abrilhantar ainda mais seu show contou com participações de Yzalú, Amanda Negrasim, Luz e a Cris do SNJ. Na sequencia foi a vez do rapper Marechal mandar seu discurso contundente através de suas letras, o show dele ainda contou com participações de aliados do Rio de Janeiro.

Na manhã de domingo demos um pulo no palco República aonde conferimos o show de Blitz The Ambassador (Gana – EUA) e com muito swing e energia agitou a manhã em um dos palcos principais do evento. O show dele ainda contou com a participação do rapper Kamau.

Em seguida um dos shows mais esperados Dexter e MV Bill, no show intitulado de Campo Minado, o público que estava ansioso nem ligou para o atraso de aproximadamente uma hora para início da apresentação. Ao som de Soldado do Morro, Dexter entra no palco e o alvoroço foi notável. Indo de encontro nesta troca MV Bill entrou ao som de Oitavo Anjo e nas apresentações do projeto Campo Minado eles trocam experiências onde cada um cantou algumas músicas do outro, uma surpresa muito boa para os fãs.

Como o público estava muito eufórico, a parte da frente do palco acabou sendo invadida e os seguranças tiveram trabalho pra controlar, até que Dexter pediu para os seguranças se retirarem e conversando com o público acalmou os ânimos que naquele momento estavam bem exaltados.
Um dos momentos mais marcantes do show foi a entrega do prêmio “Honra ao Rap” concedido por Mandrake, Diretor Executivo da Revista Rap Nacional que subiu no palco ao lado do parceiro Toni C., para fazerem a homenagem e entrega dos troféus para Dexter e MV Bill, que agradeceram e exaltaram a importância de veículos como a Revista Rap Nacional para o movimento.

Dexter após finalizar seu show, ainda foi atender os seus fãs e autografar a Revista Rap Nacional, que trás ele e o MV Bill na capa, muitos fãs aproveitaram o momento pra registrar uma foto com o rapper.

Clique e confira aqui uma reportagem completa com vídeos e fotos do show de Dexter & Mv Bill.

Agora pelo Palco Júlio Prestes um momento marcante para a história do Rap Nacional estava prestes a acontecer, era a volta de um dos grupos mais influentes do Rap Brasileiro e que estavam à mais de 10 anos sem se apresentar oficialmente, o retorno da Rapaziada da Zona Oeste, o RZO!!! Relembrando vários sons “Todos são Manos”, “Assim que se fala” “Paz interior”, “Pirituba parte I e II”, “O Trem”, entre outras, fez com que o mar de gente que estava curtindo cantasse e relembrasse do início ao fim da apresentação.

Foi muito bom matar a saudades de um grupo tão tradicional, e além de matar a saudade é muito bom saber que eles voltaram com força total. RZO cantou algumas músicas novas, entre elas uma com participação de Ice Blue dos Racionais Mc´s que também participou do retorno. Ainda rolou homenagem ao Sabotage, este que foi lembrado por diversos artistas nessa Virada Cultural.

Apesar de toda a calmaria que teve nos palcos onde ocorreram as apresentações, a maioria das ocorrências policiais aconteceram nos arredores, quando o público se deslocava de um lugar para o outro indo acompanhar as diversas atrações, e infelizmente arrastões, brigas e consumo de drogas pode ser observado. Segundo o balanço da prefeitura o saldo foi positivo, apesar das ocorrências com feridos, furtos e centenas de pessoas presas, a prefeitura de São Paulo descartou a hipótese de não fazer mais a Virada Cultural, porém, para o próximo ano novas medidas serão adotadas, afim de viabilizar o acesso aos shows e coibir atos que mancham a imagem do evento que teve mais de 1000 atrações.

Confira abaixo uma galeria com fotos dos shows que acompanhamos:

Comentários:

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS
 

Notícias Similares

OUTROS COMENTÁRIOS (1)

  1. Conceição Alves disse:

    Amei TUDO!!!!!!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 
Email
Print